EQC 2015 dia 3

2018

Dezembro

2017
2016
2015

No domingo jogou-se a última competição do EQC, a prova para pares. Os participantes portugueses distribuíram-se da seguinte forma: Alexandre e Rodrigo, Jorge e Paulo. Nenhum dos pares esteve brilhante, talvez já com algum cansaço psicológico, depois de um fim-de-semana de CNQ, viagens e um fim-de-semana de EQC. O Alexandre e o Rodrigo, com 42 respostas certas, venceram o duelo nacional, mas por menos que o esperado, deixaram a outra dupla a apenas duas respostas certas de distância. As classificações foram 51º e 52º. Este quiz teve a particularidade de ser especialmente difícil, mesmo para o nível EQC, apenas uma dupla acertou metade das 20 perguntas da última ronda, chegando-se ao ponto do apresentador perguntar se alguém tinha acertado certas perguntas. Até para os melhores do mundo havia perguntas de nível insano.

Os jogadores nacionais ainda ficaram para assistir à final do Campeonato de Nações, onde a Inglaterra apenas na última pergunta garantiu a vitória sobre a Bélgica. Esta fase da competição traz sempre um misto de sentimentos aos jogadores nacionais: do "sou tão ignorante, nem sei do que trata esta pergunta" aos raros momentos "eu sei esta! eu sei esta". Houve até uma pergunta facílima para os portugueses que nenhuma das equipas acertou: qual a primeira conquista portuguesa no Norte de África? pensámos que facilmente algum dos 8 jogadores saberia que a resposta era Ceuta, na sala poucos eram os que sabiam a resposta. Também se deu o caso de perguntarem sobre um título hierárquico português que nem os competidores nem os portugueses conheciam: "Admiral of Portugal".

Depois da entrega das medalhas e troféus, partimos com o desejo de voltar ao EQC já na próxima edição em Atenas.

Amanhã publicaremos um resumo da participação portuguesa no EQC 2015.