Equipas do Quiz Nations Portugal: Wergamota

2021
2020
2019
2018
2017
2016
2015

Apresentação dos Wergamota, equipa que participa na 1ª edição da liga online Quiz Nations Portugal, nas suas próprias palavras:

Embora se conheçam bem das lides quizisticas portuenses, é a primeira vez que estes quatro elementos jogam juntos. Os dois menos jovens já fazem equipa há bastante tempo (são inclusivé metade da equipa Campeã Nacional em título); o Miguel Clara alterna entre reforço e rival e o João Barbosa, apesar de jovem, é um velho adversário, que regressa cheio de entusiasmo após longa ausência. A variedade de gerações poderá ser uma mais valia, nem que seja para ao menos compensar a falta de sorte na escolha dos temas.

Como objectivo, e perante a qualidade e experiência das equipas adversárias, um lugar nos primeiros quatro não seria mau — e nos segundos quatro também não, valha-nos a ambição para lutar pelos primeiros.

Eduardo Wengorovius: de acordo com uma lenda urbana jogava quiz no mirc ainda no século passado e fazia aparições esparsas nos longínquos quizes de Santos... fica a dúvida. A sua formação em gestão e direito deu-lhe uma inigualável bagagem em química, física e biologia e consta que nas horas mortas enquanto trabalhava na biblioteca da faculdade devorava banda desenhada.

Tem uma aversão especial a viagens, péssimo sentido de orientação e abomina tudo o que é arte. Viveria facilmente apenas com uma consola e uma TV debaixo de um poster do Dragon Ball.

Um atípico 2020 permite que se mantenha campeão nacional de quiz em equipas e pares, o que só prova que sozinho não passa da mediocridade, excepto vá lá um primeiro lugar marginal conquistado com sorte no temático de geografia do CNQ 2018.

João Barbosa: estudante de doutoramento em Ciência dos Computadores e professor assistente na FCUP o que só por si faz dele um expert em literatura, sobretudo medieval. Já fez parte da organização Quiz Portugal e da Liga Quiz, o que por alguma razão o tornou um monstro em história de arte e arquitetura.

Participa regularmente em Campeonatos de Quiz nacionais e internacionais e só é considerado um jovem promissor porque não há de facto muita concorrência. Ficou conhecido como “O Underdog de Rio Tinto” numa prova eliminatória de um Campeonato Nacional, após disparar uma inesperada Peste de Camus que surpreendeu o então Campeão Nacional e o eliminou da prova.

Luís Domingos: outro Campeão Nacional de equipas e vice-campeão de pares, o Luís é daquelas pessoas de quem se poderia dizer que sabe satisfatoriamente de tudo, mas estaríamos a mentir descaradamente. O desequilíbrio é evidente: se por um lado é um zero a matemática e um total desinteressado por literatura, filosofia, história, artes e ciências no geral, talvez domine em demasia música pop recente e futebol de escalões inferiores, sobretudo amador.

Miguel Clara: o benjamim da equipa. Tem a notável capacidade de estabelecer relações complexas entre filosofia e dança e é capaz de encontrar e descrever pormenores arquitectónicos em qualquer ópera ou musical e vice versa, mas infelizmente até custa a crer que tenha formação avançada em ciências, tal é o vazio que o denuncia nesta área. É daqueles que só sabe um pouco de geografia por ser uma enciclopédia de futebol!