Resultados do inquérito de satisfação

2018

Dezembro

2017
2016
2015

Terminámos de apurar os resultados do questionário de satisfação do Campeonato Nacional de Quiz e vamos divulgar o resultado dos mesmos.
Com uma amostra de 44 participantes, aos quais agradecemos a disponbilidade demonstrada, conseguimos concluir que, de modo geral, os participantes ficaram satisfeitos com o evento.

Com notas de 1 a 5, as médias ficaram assim apuradas:

  • Prova de pares: 3.8
  • Prova individual: 3.7
  • Pares rápidos: 3
  • Prova de equipas: 3.8
    • Prova escrita: 3.5
    • Letra dupla: 4.3
    • Quiz de bar: 4.1
    • Quiz audiovisual: 2.9
  • Organização Quiz Portugal: 4.1
  • Quiz Master Júlio Alves: 4
  • Quiz Master António Pascoalinho 3.7
  • Espaço: 4.3

Escrevemos estas conclusões não só como organizadores mas também como participantes e sabemos que há bastante espaço para melhorar a vários níveis.

As provas de pares e individual tiveram uma aceitação positiva apesar de algumas queixas no que toca ao nível de dificuldade. Tivemos ainda algumas sugestões para acrescentar dinamismo e diversidade a estas provas.

A prova experimental ficou com uma pontuação abaixo das restantes provas, expectável devido à pouca maturidade do modelo.

No que concerne à prova de equipas, fica claro que a prova escrita teve alguns problemas destacados pelos participantes como, por exemplo, a qualidade de impressão.
O quiz audiovisual não obteve a aprovação de maioria dos jogadores. Vários participantes fizeram mesmo questão de deixar comentários acerca da dificuldade exagerada de certos temas e da pouca diversidade desses mesmos temas.

Concordamos em absoluto, os temas não estavam equilibrados, foram muito restritos e a dificuldade de alguns aproximou-se do insano.
Por outro lado, os formatos mais clássicos de quiz de bar e em especial de letra dulpa foram bastante consensuais.

Apesar de não haver uma pergunta específica no formulário para a prova de cascata, tivemos alguns jogadores a darem importantes opiniões apesar de irem em direcções diferentes: não haver cascata ou dar mais peso à cascata. Será um ponto onde o consenso não será fácil de atingir.

Em geral houve várias queixas acerca do desnivelamento temático das perguntas: demasiadas perguntas de história, muito poucas perguntas com temática portuguesa, pouco enfoco nas ciências exactas, desporto, música clássica e geografia (alguns exemplos), perguntas direccionados para uma faixa etária, dificuldade demasiado elevada, etc.
Não menos importante, algumas críticas ao critério de aceitação das respostas e à possível ambiguidade das perguntas.

Recebemos sugestões interessantes para melhorar o sistema de correcção e disponibilização das pontuações actuais em tempo real.

O espaço foi mesmo o aspecto mais positivo destacado pelos jogadores tendo havido apenas algumas queixas relativas à qualidade da projecção e do som.
Vários jogadores deixaram reparos ao serviço de bar.

Abaixo deixamos os resultados do restante inquérito com alguns comentários.

Perante estes dois gráficos percebemos que os participantes acharam as perguntas globalmente difíceis mas parecem pretender que a dificuldade não se altere muito.

Perante este resultado vamos tentar arranjar forma de divulgar as perguntas do campeonato.

Apenas um participante não achou o evento estimulante.

Num gráfico totalmente centrado, a conclusão que se pode retirar é que temos de tentar manter o preço da participação.

Quase toda a gente que respondeu ao inquérito tem intenções de voltar a participar, isto é algo que nos deixa bastante satisfeitos.

Como nota final, deixamos a resposta a um dos participantes que respondeu ao inquérito e se queixou da organização ter participado no evento como concorrente.

A ideia da organização do campeonato nacional foi sempre com o intuito de criar um evento em que pudessemos proporcionar um jogo para o máximo de jogadores possível e onde todos pudessem participar. Todos, incluindo nós. Participamos em vários quizzes por semana por gosto e seria ridículo estarmos privados de participar na competição mais importante. De referir que, senão fosse a nossa vontade de levar a ideia para a frente, não haveria sequer campeonato nacional.

A solução que encontrámos foi contactar Quiz Masters para fazer as perguntas com as quais obviamente só teríamos contacto durante a prova, assim aconteceu.

Ninguém que nos conheça terá a menor dúvida da seriedade com que levámos isto para a frente, felizmente temos a certeza que a larga maioria dos participantes nem por um momento pensou na possibilidade de viciação de resultados da nossa parte.