Os 4 de Liverpool em Roterdão - EQC 2015

2018

Dezembro

2017
2016
2015

Portugal vai enviar pela terceira vez uma representação ao Campeonato da Europa de Quiz, a competição vai decorrer de 6 a 8 de Novembro em Roterdão, os representantes de Portugal serão os mesmos que competiram em 2013, em Liverpool - Rodrigo Castro, Jorge Páramos, Alexandre Gonçalves e Paulo Martins, respectivamente 1º, 2º, 3º e 5º do Campeonato Nacional. Estes 4 jogadores nacionais aceitaram o desafio de competir mais uma vez nas provas individuais, pares, equipas e nações. O Quiz Portugal vai lá estar a acompanhar a representação portuguesa.

O que faz participar estes destemidos quizzers no EQC? Não são certamente os prémios, porque, ao contrário do CNQ, não há prémios e a inscrição é cara; as pessoas participam apenas pelo gosto de jogar quiz; os quizzes mais difíceis contra os melhores jogadores. Perguntámos ao Jorge e ao Alexandre o que os motiva para se deslocarem para tão longe para jogar quiz, o Jorge diz que o que o move é "a competição e o espírito de grupo", o Alexandre busca a "aprendizagem de desbloqueadores de conversa ao melhor estilo de Nuno Markl", ah e claro "a cultura, sempre a cultura!". Eu recordo-me de em Tartu durante um pequeno-almoço ter ficado junto de dois velhotes ingleses que iam a todos os EQC, mas já nem jogavam, iam para ver a competição; disseram-me que estes eventos não existem por causa daqueles que ganham, existem por causa de todos os outros, os que vão participar pelo prazer de jogar.

Contamos repetir as excelentes participações de 2012 e 2013, em que a representação nacional conseguiu o brilhante feito de ter participado. Enquanto nação ainda não conseguimos melhor que o último lugar da classificação. Nas outras competições não se nota tanto a diferença de nível para a generalidade dos quizzers presentes, pois competimos não só contra os melhores de cada nação mas também contra os restantes representantes.

A história de Portugal nos EQC começou em 2012 quando o Jorge Páramos, o Paulo Martins e a Sofia Santos viajaram até Tartu para jogar Quiz com quizzers do resto da Europa e ainda alguns que se deslocaram (como habitualmente) da América para o EQC. Com 1 jogador a menos que as restantes equipas nacionais, não foi surpresa o 15º lugar entre 15 nações (28 respostas certas), individualmente o Jorge foi o melhor representante nacional em 129º entre 156 participantes (34 respostas certas), na competição de pares o Paulo a jogar com um sérvio ficou em 43º em 75 pares (41 respostas certas), na competição de equipas com um reforço húngaro ficaram em 32º em 42 equipas (38 respostas certas).

Eis um exemplo do que foi o EQC em 2012: http://www.europeanquizzingchampionships.com/wp-content/uploads/2013/01/...

No ano seguinte em Liverpool, apesar de os resultados estarem perdidos, a prestação já foi melhor, no entanto a posição nacional continuou a ser a última. Rodrigo Castro teve a melhor prestação nacional.

Para terem um pouco de noção do que vamos enfrentar vejam este documentário do Channel 4 a propósito do EQC 2006, os concorrentes que acompanham não são dos jogadores de topo no Reino Unido:

(O sistema de promoção/despromoção de mesas já não existe.)

Este tipo de competição (tal como foi o Campeonato Nacional, pelo menos, para quem participou nos dois dias) mostra que a condição física também é importante para o quiz.