Resultados do Campeonato do Mundo de Quiz 2021

2021
2020
2019
2018
2017
2016
2015

Decorreu este sábado a edição deste ano do Campeonato do Mundo de Quiz: 20 quizzeiros nacionais (8 no Porto e 12 em Lisboa) juntaram-se a mais de mil jogadores por todo o mundo para participar nesta prova de 2 horas, 8 temas, 240 perguntas e muitos neurónios queimados.

Em tempos mais propícios à prática desportiva, a participação nacional retomou valores próximos do antigo normal — duplicando os valores de 2020 e aproximando-nos dos 24 jogadores de 2019.

Numa prova unanimemente considerada como mais difícil, o melhor português foi, afinal, a única portuguesa: Sofia Santos, recém-chegada ao Top 3 do ranking nacional, garantiu a vitória nacional com 79 pontos ( de um total de 87 pontos, descontando o pior resultado temático) — 3 pontos à frente da turba masculina. Seguem-se empatados com 76 pontos José Gomes André Jorge Páramos, com o primeiro a desempatar graças a um maior número de palpites certos no total.

O título mundial passou do indiano Ravikant Avva para o belga Ronny Swiggers, que conquistou uns incríveis 166 pontos (total de 187 respostas certas e tendo Media como pior tema, com 21 palpites correctos); o pódio completa-se com o Francês Didier Bruyere (161 pontos em 176 respostas certas) e o finlandês Tero Kaliolevo (156 em 175).

Os resultados nacionais foram

Os melhores jogadores nacionais em cada conjunto de 30 perguntas temáticas foram:

  • Cultura: Gonçalo Pereira, 14 certas
  • Entretenimento: Rodrigo Castro, 14
  • História: José André, 13
  • Media: António Pascoalinho, 18
  • Estilo de Vida: Sofia Santos, 16
  • Ciência: Sofia Santos, 14
  • Desporto e Jogos: Pedro Morais Martins, 13
  • Mundo: Alexandre Gonçalves, 15

Em termos mundiais, Sofia Santos terminou em 278º lugar, com José André em 306º e Jorge Páramos em 312º: uma perda relevante em relação às prestações do ano passado (José André, o melhor jogador nacional de 2020, ficou então em 184º lugar), embora parcialmente explicável pelo aumento no número de participantes. A proporção entre a pontuação do melhor jogador português e mundial também desceu: em 2018 esta foi de 60%, em 2019 de 66%, em 2020 de 58% e este ano de 48%.

Abaixo vê-se a evolução da participação nacional (e de outros países) na prova:

Com o reencontro de jogadores ausentes em 2020, o espírito de grupo imperou e permitiu ultrapassar a sensação de ignorância generalizada que pairava durante o anúncio das respostas: independentemente da pontuação, parabéns a todos!

Para uma melhor exploração dos resultados temáticos e comparação com outros jogadores nacionais ou internacionais basta visitar o sítio oficial da competição.